TIME-OUT

Os Primeiros Campeões

Publicado em: 23/06/2019 00:00

Por: Patricia.lima

 

Somente em 2002 quando o Brasil sediou em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belém os Jogos Sul-Americanos que o handebol passou a integrar o quadro de modalidades esportivas. No ano, foram 14 nações, 24 esportes, 2069 atletas disputando as 1160 medalhas distribuídas, já em 2018 em Cochabamba, na mais recente edição dos Jogos, foram 4027 atletas de 14 países e 35 esportes. A partir de então, os Jogos têm sido qualificatórios para os Jogos Pan-Americanos.

 

O Brasil é tricampeão no torneio tanto no feminino em 2002, 2014 e 2018 quanto no masculino em 2010, 2014 e 2018, tem um vice campeonato em 2002 no feminino e no masculino e, todas as oito finais contra a Argentina. Na dimensão Sul-Americana, Brasil e Argentina são as nações campeãs do Jogos, num total de 15 medalhas em ambos os naipes, o Brasil possui 4 [3 ouros e 1 prata] e a Argentina, 5 [2 ouros e 3 pratas].

 

A Seleção Brasileira Feminina campeã Sul-Americana no Brasil em 2002 tinha de comissão técnica Alexandre Trevisan Schineider [técnico], Ivonette Sartori Fagundes [auxiliar técnica], Arnaldo Tenório Cunha Júnior [preparador físico] e José Ricardo Gianconi [supervisor].

Elenco: Jaqueline Santana, Alexandra Nascimento, Margareth Montão, Maria José Sales, Célia da Costa, Alessandra Oliveira, Valéria Oliveira, Silvia Helena Pinheiro, Fabiana Diniz, Eliane Pereira, Lucila Vianna, Aline da Silva, Cristina Silva, Idalina Mesquita, Sandra Oliveira, Viviani Emerick.

 

A Seleção Brasileira Masculina campeã Sul-Americana em Medellín 2010 foi comandada por Javier Garcia Cuestra [técnico], Marcos Antônio Cezar [preparador físico], Gustavo Pereira Barbosa [fisioterapeuta], Dr. Gustavo Rocha Santos [médico], Cássio dos Santos Marques [supervisor], Vitor Domingos Martinez [diretor de seleções].

Elenco: Alexandre Rodrigues, Bruno Felipe Santana, David Augusto Nunes, Diogo Henrique de Souza, Fabio Chiuffa, Felipe Borges, Fernando Pacheco, Gil Pires, João Victor Perez, Julio Cesar Gomes, Leonardo Bortolini, Luiz Ricardo do Nascimento, Maik dos Santos, Rodrigo de Moraes, Thiagus Petrus dos Santos, Uelington Ferreira.

 

Desde a primeira aparição do handebol nos Jogos Pan-Americanos organizados pela ODEPA em 1987 em Indianápolis, o Brasil esteve presente nas oito edições no masculino e nas sete no feminino já que, em Havana em 1991, houve apenas a modalidade no masculino. Até 2015, a Seleção Feminina é penta e a atual campeã Pan-Americana [1999, 2003, 2007, 2011, 2015], detendo o título desde 1999 em Winnipeg, no total de sete medalhas, cinco de ouro e duas de bronze. No masculino, a Seleção é tri e a atual campeã Pan-Americana, vencendo em 2003, 2007 e 2015, tendo oito medalhas no total sendo três de ouro, quatro de prata e uma de bronze. No quadro de medalhas geral, o Brasil lidera com quinze medalhas das quais oito são de ouro, quatro de prata e três de bronze. A partir de Indianápolis em 1987, os Jogos Pan-Americanos passaram a ser a fase classificatória do handebol para os Jogos Olímpicos, que em 1988 foi em Seul.

 

A Seleção Brasileira Feminina campeã Pan-Americana em Winnipeg 1999 teve comando de Digenal Cerqueira [técnico], Mariza Lofredo [auxiliar técnica], Fabiano Redondo [supervisor], Manoel Luiz Oliveira [chefe de delegação].

Elenco: Aline, Margarida, Rosana, Sandra, Viviane, Chana, Dilane, Juceli, Idalina Mesquita, Lucila Vianna, Zezé, Valeria, Margareth Montão.

 

A Seleção Brasileira Masculina campeã Pan-Americana em Santo Domingo 2003 foi comandada por Alberto Rigolo [técnico], Valmir Fassina [auxiliar técnico], Maurício Fonseca [fisioterapeuta], Dr. Marcelo Spinola [médico] e José Piovesana [chefe de delegação].

Elenco: Alexandre Folhas, Daniel Baldacin, Hélio Justino, José Ronaldo do Nascimento, Marcos Paulo dos Santos, Jair Alves Júnior, Fábio Vanini, Bruno Souza, Felipe Jandiroba, Gustavo da Silva, Jardel Pizinatto, Alexandre Vasconcelos, Eduardo Vasconcelos, Jaqson Kojoroski, Winglitton Barros, Renato Ruy, Carlos Ertel.

 

 

À Dona Ivone Goes e ao prof Manoel Luiz, meu agradecimento mais que especial por terem ajudado - e muito - nesta edição.

 

 

Compartilhe:

Comentários

comentários providos por Disqus

Outros Posts


TIME-OUT

ODEPA

16/06/2019 00:00

706


TIME-OUT

ODESUR

09/06/2019 00:00

591


TIME-OUT

O Último Homem

02/06/2019 00:00

864


TIME-OUT

1958 - 2019

26/05/2019 00:00

741


TIME-OUT

Os Escolhidos

19/05/2019 00:00

1470



TIME-OUT

O Sexo Forte

05/05/2019 00:00

1264


TIME-OUT

IX. O Livro

28/04/2019 00:00

1241


TIME-OUT

As 12 Duplas

19/04/2019 00:00

2104


Apoiador

Parceiros Institucionais

Filiado A